sexta-feira, 23 de julho de 2010

Produto do meio e mestre de seu destino

Lembro muito de ter ouvido essa frase: “O HOMEM E UM PRODUTO DO MEIO”. No meu infantil mundo eu imaginava a figura de um ser humano entre duas quaisquer outras coisas. A medida que fui crescendo e aprendendo, entendi que isso se tratava de como o ambiente tem o poder de inserir suas caracteristicas em nos. E batata! Convivendo com pessoas que mantem um padrao de comportamento, os que vao chegando tem a tendencia de copiar costumes e trejeitos. E assim, vao se adquirindo manias, sotaques, educacao ou ate mesmo falta dela. Depende do grupo ao qual a gente comeca a fazer parte.

Na meu ensino medio, eu tive a sorte de me envolver com meninas que me ajudassem a externar o que eu tinha de melhor. Nenhuma tinha problemas com sexo, uso de drogas, entao foi facil pra mim. Na verdade, eu ate lembro de uma garota que se matriculou na Escola Clotilde de Oliveira e teve o “azar” de cair em nossas maos. Aquela menina era uma dor de cabeca pra gente, porque com frequencia aperecia bebada nas escola. Aquilo era um arroto da natureza em nosso lado. Mas nossa “pressao” foi tanta que eu acho que ela adquiriu as caracteristicas do grupo e deixou de beber.

Tive a chance de conhecer a Igreja de JesusCristo dos Santos dos Ultimos Dias e apos poucos meses de estudos sobre ela decidi me tornar membro. Rapidamente fui adicionando as minhas caracteristicas, os costumes espirituais, introduzindo em minha vida diaria coisas como estudo das escrituras e tempo pra oracao. O interessante sobre devocao a uma fe, foi que isso me ajudou a ser fiel a principios que eu quisesse seguir. Me protegendo de futuros grupos ou costumes e ai vem a parte que eu complementaria “SOMOS MESTRES DE NOSSOS DESTINOS”.

Acredito que nao importa o quanto o meio envie fortemente seus costumes em nossa direcao, a aquisicao deles depende de nos. Depende de nossa disposicao em abrir a porta. Existe sim uma maneira de tirar o homem da favela e SIM, tambem tirar a favela de dentro dele. Isso se chama escolha. Uma boa escolha acompanhada de muito trabalho podem nos levar aqueles lugares que a gente sempre pensa que esta tao longe de nosso alcance.

Nao podemos desanimar! nao podemos olhar a nossa volta e ver a falta de recursos e oportunidades e simplesmente desistir. Para uma centelha da populacao mundial, acontece o que nao acontece pra grande maioria: nascer em berco de ouro, sucesso astronomico repentino e coisas do genero. Mas a grande maioria dos homens e mulheres de sucesso precisaram transpirar afim de respirar alguma gloria e satisfacao! E eu testifico que quando o sucesso e alcancado dessa maneira, ele e muito mais intenso e prazeroso e com maiores chances de crescimento constante.

Um dos meus ultimos empregadores em Recife chegava a sua empresa as 7 ou 7:30 da manha, quando o horario pra maioria dos funcionarios era de 8. E mais ainda, quando a maioria dos empresarios tem a tendencia de chegar a seus postos na segunda metade da manha. Por secretaria-lo, tive a oportunidade de desfrutar constantemente de seu exemplo. Entre a correria dos negocios e a velocidade com que grandes empreendimentos acontecem, procurei ver o tempo em que estive entre eles como uma grande colaboracao pra sustentacao daquele imperio.

Se voce teve a chance de desfrutar de bens que a maioria da populacao tem que ralar pra adquirir. Parabens! Voce e um cara de sorte. Multiplique seus bens, seu dinheiro e seus valores. Se voce foi premiado com uma familia pobre e uma grande estrada de trabalho pela frente, festeje! E possivel ir alem. Isso pode levar mais tempo, porem ninguem disse que seria impossivel. Pense que se voce nao nasceu na India vai ser muito mais facil. A epoca da nao mobilidade social ja era meu amigo! Estamos em 2010!

“E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais”. SHAKESPEARE

terça-feira, 13 de julho de 2010

Galera eu fui pra Califorrrrrrrrrrrrrrrrrniaaaaaaaaaaaa

Ninguem imagine o que e dirigir de uma das ultimas cidades de Washington (Fernandale) pro Arizona. So pra voce ter uma ideia, de la pra Vancouver, no Canada, e menos de uma hora de estrada. Ou seja, a familia do meu marido nao mora, se esconde! Brincadeiras a parte, la e tudo muito lindo e verde. E pinheiro pra todo lado. Adorei rever a familia, o bando de sobrinhos e sobrinhas e ate as duas sobrinhas netas que ganhei. Fizemos alguns programas com a familia, como o pic-nic em Whatcom Falls, para o qual alguns amigos mais proximos tambem foram.

O dia estava lindo e ensolarado, dando uma pausinha no frio arretado que tava la em pleno verao.

Despedimo-nos da familia sem Dylan na nossa bagagem! Um a menos! eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee! Brincadeirinha. Ele pediu pra ficar uma semana mais e se despedir de um dos amigos que ta indo pra missao em setembro e da prima que partira com o mesmo proposito em outubro. Bye Dylan. Eu vou usar a poltrona vazia do carro pra poder rebaixar a minha tanto quanto possivel e tentar dormir.

A viagem de volta e de aproximadamente 24 horas com o pe no acelerador. Planejamos apenas uma parada em um lugar qualquer do caminho de volta. A reserva foi feita numa cidade no norte da California. Nem lembro o nome, porque nao era uma das mais famosas. hehehehhe. So sei que ficava antes de Sao Francisco, uns 20 minutos de freeway, pelo menos, ate que alcancassemos a Golden Gate Bridge.

Assim que chegamos la, quebradissimos na emenda, tomamos nossos banhos, passamos a “superbonder” e partimos pra farra. Estavamos muito cansados e depois de comer uma pizza tivemos energia pra visitar uma praia pequena, apos muitas horas dando voltas nas montanhas. Que lugar e aquele? Bonito, mas muito longe.

Eu que nao ia viver ali se fosse rica. Bem, se eu tivesse um helicoptero, talvez! Tava um frio danado e eu puxei o coro do “vamos voltar pro hotel”. Kohler se arretou, o bixinho. Ele queria ficar brincando naquela areia preta. Parecia pinto no lixo quando via a praia e o mar! Deixa ele conhecer Porto de Galinhas pra ver o que e bom de verdade!

Dormimos e acordamos excitadissimos pra atravessar a Golden Gate Bridge. Eu era a mais turista da galera. Eu so via essas paisagens em filmes ou na revista CARAS! Tu acha que eu ia perder? Mai ta! Sao Franciso e uma ilha. A cidade e ligada as cidades mais ao norte pela ponte famosa.

E ligada a Oakland por outra ponte gigantesca que tem um nome complicado que nao lembro. E montanha pra todos os lados. Bonito sim. Um frio arretado, mais uma vez. Curtimos o que podemos e fomos pra Chinatown, a parte de Sao Francisco tomada pelos chineses ha quase dois seculos.

E uma chinesada sem tamanho. Quando se entra la, o cara deve se sentir na China, ou entao na Rua das Calcadas de Recife. Marido nao pode ver chines que se amostra. So porque o danado fala mandarim fluente. Eu costumo dizer que ele persegue o povo chines. Fomos pra um restaurante naquela area e a comida foi tanta que o que sobrou nos colocamos no isopor e jantamos assim que chegamos em Monterrey. Eu adoro comida chinesa, mas nesta viagem foi a primeira vez que saboreei ela gelada.

So abrindo um parentese, aqui e assim, nao comeu tudo no restaurante, e so pedir uma caixa pra levar o que sobrou pra casa. Acho que 99% do povo faz isso. Os garcons atendem o pedido com a maior atencao porque eles querem servir tao bem quanto possivel pra garantir a gorjeta deles, que eu tambem acho que quase todo mundo da e a media e 20% do valor da conta. Eu pirangueira de nascenca achava muito, mas o povo e tao cortes que acaba merecendo.

Chegamos em Monterrey no por do sol. Tava lindo. Parece uma Porto de Galinhas melhorada com o clima de Gravta em epoca de festa junina. Tiramos umas fotos, passeamos nas lojas e depois que as criancas lancharam compramos uns docinhos pra alegrar a vida da gente na estrada.

Planejavamos ir pra casa de la. Mas marido so deve ter dirigido mais 3 horas. Eu nao gosto do meu lindo dirigindo so parando pra xixi a noite toda. Eu nem durmo bem porque fico assistindo-o pra que ele nao cochile. Faco cafune, massagem no pescoco e ombros, converso e por isso acobo sem dormir. Ele fica com pena de mim, que quando to morta de cansada me entorto toda sem conforto, porque sou grandona, entao, decidiu parar novamente. Nao teve coisa melhor! Nos e as criancas mereciamos esse descanso. Estavamos tao cansados que dessa vez, alem do nosso corpo so puxamos conosco os chinelos pro hotel. Dormimos tanto que perdemos o cafe da manha. E quem queria saber?

Na manha seguinte, Hollywood foi o ultimo destino desejado, e mesmo cansados, alguns de nos ainda escreveu o proprio nome na calcada da fama.

E galera, California e tudo de bom!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Missao Secreta em Utah

Passei quase 3 semanas em Utah hospedada na casa da minha amiga Floracy. Fui praquele estado pra realizacao de uma "missao secreta". Eu ri e me diverti muito na casa de Flora, tanto com ela, quanto com os meninos: Melvin e Hugo. Fuba, o cachorro dela e outro amor. Pense que era uma palhacada so. Me viciei de burra nas novelas da globo. Ela compra a transmissao internacional que tem umas programacoes legais, mas eu acho que eu assistia mais pela saudade de ver coisa do meu pais na TV.
Com Melvin e Hugo
Nos finais de semana Helga, Kika ou as duas juntas passavam pra gente dar nossas peruadas em Provo e adjacencias. Era uma alegria. Sou tao grata ao Senhor por todos aqueles dias. Eu morria de saudade do meu marido. Vixe maria. Doia messsssssmo! A gente teve que voltar a orar por telefone e passar relatorios diarios de como foi o dia um pra o outro. Dormir sozinha numa camona e tao sem graca. Nao tinha ninguem pra eu empurrar no meio da noite. Na manha seguinte ninguem reclamava da menor porcao no conforto do colchao. Eu ligava pra marido tantas vezes...
Com Helga, Olivia e Kika
Finalmente na manha do dia 30 de junho marido chegou porque a missao tinha acabado. Me despedi da minha amiga-irma com lagrimas nos olhos. Eu amo aquela bixa safada! Marido veio com as criancas. Fomos pra casa do irmao dele onde meu amor pode descansar da viagem. Enquanto ele dormia cansado das 12 horas de estrada do Arizona pra la, eu levei Sierra num shopping la em Herriman, e quando retornamos ainda me aventurei a ir pra Eagle Mountain, confiando no meu tomtom (GPS) afim de visitar outra amiga que durante as 3 semanas nao tive a oportunidade de ver, Fernanda. Visitinha rapida, aquele dia foi uma correria. Voltei pra casa do cunhadinho e botamos as malas no carro e pe na estrada pra Washington.
Eu e Fernanda

I`m...

Minha foto
Chandler, Arizona, United States
Sou a CEO da minha familia, a chef da nossa cozinha, piloto de fogao, especialista em transportes, decoradora, pscicologa, medica, esposa, mae, amiga... a lista e grande. mas tem uma coisa que sou igualzinha a voce: IMPERFEITA (O).